O número de empregos ligados às Atividades Características do Turismo (ACT’s) teve um aumento de 20,53% no primeiro trimestre de 2024 em comparação com o mesmo período do ano anterior. Foram registradas 2.061 pessoas empregadas na cadeia produtiva do turismo neste ano, contra 1.710 em 2023. Os números resultam da diferença entre admissões e desligamentos nas funções ligadas ao setor. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do governo federal, referentes a contratos celetistas, ou seja, com carteira assinada.

As ACT’s contemplam oito atividades características do turismo. São empregos em agências e operadoras, alojamentos, aluguel de automóveis, atividades desportivas e recreativas e atividades culturais, além de serviços de alimentação e transportes aéreo, aquaviário, ferroviário e rodoviário.

A atividade que mais teve registros de empregos com carteira assinada foi o transporte rodoviário. São 190 empregos diretos gerados neste ano, contra três no mesmo no mesmo período do ano passado, um crescimento de mais de 6.000%. Entre eles estão empresas de ônibus e entregas, por exemplo.

Os serviços de alimentação também tiveram um saldo positivo, com 999 registros neste ano, contra 891 no ano passado. Na mesma linha, encontra-se a atividade de aluguel de automóveis, com saldo de 116 empregos no primeiro trimestre de 2024 contra 51 no mesmo período do ano passado.

O secretario do Turismo do Paraná, Márcio Nunes, afirma que o crescimento dos empregos no turismo é reflexo da aposta do Governo do Estado na atividade como fonte de renda para a população. “Ao valorizar os empreendedores de atividades ligadas ao setor, o Estado faz com que os empresários apostem do turismo como atividade econômica, o que gera emprego e renda para os paranaenses”, disse.

As regiões turísticas que mais contrataram foram Rotas do Pinhão (549), Campos Gerais (141) e Cataratas do Iguaçu e Caminhos ao Lago de Itaipu (100).

MÊS – Mensalmente o setor encerrou o mês de março com 767 novos empregos. Em fevereiro foram 1.585. O começo de ano dá sequência a um momento positivo do setor. O turismo paranaense foi responsável pela ocupação de 6.728 pessoas no mercado de trabalho formal do Paraná em 2023. Os setores de alimentação e hospedagem foram responsáveis por mais da metade das contratações com carteira assinada, englobando 74% do total de vagas.

CAGED – O Paraná foi o terceiro estado brasileiro que mais gerou empregos formais no primeiro trimestre do ano. Segundo Caged, o Estado somou 69.618 novas vagas com carteira assinada nos primeiros três meses de 2024, liderando também a geração de empregos na região Sul. Os saldos foram positivos no três primeiros meses do ano no Estado, com 19.034 novos postos abertos em janeiro, 32.726 em fevereiro e 17.858 em março.