NOTÍCIAS

Segunda-FEIRA, 10/05 18:20
Justiça condena cinco réus denunciados pelo Ministério Público do Paraná em Umuarama por fraude a processo lic

Em julgamento de denúncia oferecida pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 5ª Promotoria de Justiça de Umuarama, no Noroeste do estado, a 1ª Vara Criminal da comarca condenou cinco réus envolvidos em fraude a licitação para contratação de empresa para realizar concurso público. Os crimes denunciados, ocorridos em 2008, foram de fraude a licitação e falsidade ideológica qualificada.

Conforme a denúncia, os réus teriam inserido declarações falsas em documentos para fraudar o procedimento licitatório e favorecer a empresa que acabou vencedora. O objetivo seria criar condições para que o concurso fosse também fraudulento, de modo a aprovar e nomear para cargos efetivos na Câmara Municipal de Umuarama servidores que ocupavam cargos comissionados.

Dos seis réus denunciados, cinco foram condenados: dois deles a penas de dois anos e quatro meses de detenção e três deles a três anos de detenção. Conforme estabelece a legislação, as penas foram substituídas por penas alternativas de prestação de serviços à comunidade por uma hora diária para cada dia de condenação e pagamento de prestação pecuniária de cinco salários mínimos em favor do Conselho da Comunidade. Além disso, um dos réus, que ocupa o cargo de assessor jurídico do Legislativo, teve decretada a perda do cargo. Cabe recurso da decisão.

Improbidade – Além da denúncia criminal, os ilícitos geram também uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa, na qual foram condenados os mesmos réus e mais dois outros (incluindo a empresa vencedora do processo licitatório). As sanções para as pessoas físicas foram de perda dos cargos e funções públicas quando do trânsito em julgado da sentença, suspensão dos direitos políticos por oito anos e pagamento de multa civil de R$ 69.990,00 para cada réu. Para a empresa, a decisão determinou o pagamento de multa no mesmo montante e a proibição de contratar com o poder público por cinco anos.

Além disso, a Justiça declarou a nulidade do procedimento licitatório e do contrato gerado a partir dele. No entanto, rejeitou o pedido de declaração de nulidade do concurso público realizado pela empresa contratada – decisão da qual o MPPR apresentou recurso, pendente de julgamento pelo Tribunal de Justiça do Paraná.

Fonte: Assessoria de Comunicação MPPR

MURAL

  • DE: Ilha

    Estrada de Deus

    DE: wagner

    qual o nome desta musica que tocou do dalvan

  • DE: paulo

    quero ouvir a musica PARE do zeze camargo luciano , para omenagiar o meu grande amigo zezinho DA SAUDE.

    DE: Nilson

    Feliz ano novo para todos curtem ilhafm

  • DE: Rivaldo

    mando um alo pra galera da fazenda Vaca branca e pra todo mundo que ta curtindo ai

    DE: Laura Ramos

    Curtindo a Ilha FM

  • DE: Gilson Rodrigues Beraldo

    Eu to ouvindo a ilha fm

    DE: sargento aparecido

    estou ouvindo a ilha. obrigado.

  • DE: sergio chaves

    to ligado na ilha a dona do primeiro lugar

    DE: Ângela

    Ol. Gostaria de mandar um beijo para meu esposo que trabalha de guarda a em Umuarama.

  • DE: ELISANGELA

    Manda a msica paragdimas para meu amor Bruno de Querencia

    DE: Elisangela

    Queria mandar uma msica pro meu amor Bruno

  • DE: Eduardo Salgueiro

    Bom dia manda um al pra ns aqui no stio Santa Clara, manda parabns pro .eu pai.Haroldo

    DE: Juarez

    Compromisso serio

  • DE: José Leonardo

    Manda um al para ns aqui do bairro Sonho Meu

    DE: sergio

    boa tarde meu parana eu to na ilha

ENVIAR RECADO
Sábado, 20/05

I Love Flash Back - Umuarama 20-05-17

VER TODAS FOTOS
ILHA FM 107,1
Rádio Ilha FM | Central Ilha de Produções
Av. Rolândia Nº 3621 - CEP 87502-170
Umuarama - PR
TELEFONES
(44) 3626-1801
(44) 3056-1803
FREQUÊNCIA

FM 107,1 MHZ
E-MAIL

107@ilhafm.com.br
NEW